Reciclagem: um ato de Amor à Natureza!
Simples galeria de imagens

  Seja bem-vindo à      

Ipiranga Reciclagem.
 
 
 
 
  Início
    Empresa
    Serviços
    Reciclagem
    Vídeos
    Fale Conosco
 
 
 

      Reciclando Metais

      A ferrugem prejudica a reciclagem do ferro?

      Não. A ferrugem, presente no ferro ou em ligas metálicas que contêm ferro em suas composições, não interfere no processo de fusão (derretimento) feito nas siderúrgicas.


      Panelas com revestimento de Teflon podem ser recicladas?

      Sim. O revestimento anti-aderente de Teflon das panelas, assim como a ferrugem, não interferem no derretimento feito nas siderúrgicas, que dão origem novamente aos produtos metálicos em geral. Isto vale também para as tintas presentes nos frascos de spray e latas em geral e no alumínio anodizado das rodas de bicicletas, janelas e portões. Quando os metais são derretidos, estas impurezas formam uma borra que flutua sobre estes metais derretidos, que são retirados posteriormente.

      A pressão interna nos produtos em spray oferecem riscos no processo de reciclagem?

      Sim. Os frascos de spray são pressurizados, podendo causar acidentes quando aquecidos ou prensados. Ao terminar o conteúdo “útil” dos frascos, mantenham a válvula pressionada até sair todo o gás existente antes de descartá-los.

      Os metais, em geral, são materiais 100% recicláveis?

      Sim. Devido a perdas insignificantes no processo de reciclagem dos metais, confere a estes, o título de “100% recicláveis”. Dentre os metais, o alumínio é o que mais rápido volta para a cadeia produtiva e o Brasil detém o título de maior reciclador deste metal no mundo. Além disto, os metais podem ser reciclados infinitas vezes.




      Porque é importante a reciclagem dos metais?

      A reciclagem de metais de pós-consumo (leia-se, embalagens de alimentos e produtos químicos em geral) bem como de outras fontes, tem papel importante na preservação do meio ambiente, pois os processos de extração e beneficiamento dos metais vindos diretamente de jazidas são extremamente poluentes e consomem muita energia elétrica e água. Para ilustrar melhor a vantagem de reciclar metais citamos o alumínio, cuja extração vem do minério de bauxita. Para cada 05 toneladas de bauxita retiradas da natureza, apenas 01 tonelada torna se alumínio para consumo. As outras 04 toneladas restantes transformam-se em resíduos tóxicos que necessitam de grandes áreas para serem estocados em segurança. Além disto, gasta-se cerca de 17,6 mil kWh por tonelada para o processo de beneficiamento da bauxita para a extração do alumínio enquanto, na reciclagem, gasta-se apenas 700 kWh por tonelada, uma economia de energia elétrica de 2.400%. Nas latas de aço, a economia em energia elétrica, obtida pela reciclagem, em relação à extração e beneficiamento do minério bruto é de aproximadamente 284%.

      Quanto tempo os metais levam para desaparecerem na natureza?

      Dependendo das ligas metálicas e revestimentos de superfície, os metais podem levar de poucos anos até séculos para se transformarem novamente em minério.

      Pilhas e baterias de automóveis podem ser colocadas nos contêineres amarelos por terem metais em sua composição?

      Não. A cooperativa não tem estrutura para triar e reciclar os metais presentes em pilhas, baterias de automóveis ou celulares. Para o descarte destes produtos, entre em contato com o fabricante. Esta dica vale também para eletro-eletrônicos e eletrodomésticos.
 

Fontes: CALDERONI, Sabetai, Os Bilhões Perdidos No Lixo, 4ª Edição,
São Paulo, Humanitas, 2003, 346p. ISBN 85-7506-077-5
VILHENA, André, Guia de Coleta Seletiva de Lixo, 1ª Edição,
São Paulo, CEMPRE, 1999, 84 p. ISBN 85-87345-01-X.
CEMPRE, Mapa da Reciclagem no Brasil, Compromisso Empresarial para Reciclagem.

 
 
  2013 Todos direitos reservados. msbrasil.com